quinta-feira, 11 de setembro de 2014

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

Muitas obras executadas no Brasil por pequenas empresas, são realizadas de forma artesanal, ou seja, sem planejamento de execução e custo, sem garantia do cumprimento do prazo previamente estabelecido e sem a estimativa de custo total da obra. Esse problema que já é freqüente a muitos anos na construção civil, se agrava e é bem visível nas obras públicas de pequeno porte e até mesmo nas de grande porte, que geralmente estão envolvidas em rede de corrupção, nas obras de pequeno porte a falta de planejamento e controle das pequenas empresas contratadas e a falta de fiscalização das pequenas prefeituras, acarretam em obras deficitárias e/ou inacabadas.

A falta de planejamento dessas pequenas empresas é um dos principais fatores de causa da sua curta duração no mercado da construção civil, essas empresas fogem do planejamento por acharem ser mais fácil dirigir o presente do que pensar no futuro, dessa maneira, por exemplo, os serviços passam a ter uma seqüência ou uma rotina diária de improviso e indeterminação, saindo de uma programação ou de um cronograma previamente elaborado para a obra.
Todos esses fatores geram incerteza de prazo, de custo e de garantia da qualidade final do serviço. Outro fator que pode ser considerado é o fator humano envolvido em cada fase do serviço, a falta de treinamento e incentivo da mão-de-obra, afetam diretamente na produtividade e na qualidade do serviço e aumenta o tempo de execução e os custos. Portanto "A obra não é o dia a dia e sim o planejamento do dia".

O planejamento permite:
- definir a organização para execução dos serviços;
- tomar decisões;
- alocar recursos;
- integrar e coordenar esforços e conhecimentos de todos os envolvidos;
- garantir a comunicação entre os participantes da obra;
- conscientizar a todos sobre prazos, custos e qualidade referentes a obra;
- definir a hierarquia dentro e fora da obra;
- criar bancos de dados, composições e parâmetros de controle e custo;
- definir diretrizes para o projeto.

O planejamento é vital para uma empresa realizar as suas metas e si firmar no mercado, as pequenas empresas da construção civil devem desenvolver um plano de trabalho que vise não só os lucros, mas sim o planejamento correto de suas atividades dentro e fora do canteiro de obras, as planilhas orçamentárias e os cronogramas, devem ser elaborados dentro uma realidade estimada de acordo com a obra, as empresas devem desenvolver planos de investimento em treinamento, capacitação e apoio técnico, tudo isso de forma que se enquadre dentro da realidade financeira da empresa.

* João Bosco Vieira da Silva é Engenheiro Civil
Fonte: http://www.obra24horas.com.br/artigos/gestao-e-construcao/a-falta-de-planejamento-das-pequenas-empresas-na-construcao-civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário